Comerciantes e Empreendedores VENDEM mais usando Maquininha de Cartão

57% dos comerciantes e micro-empreendedores estão vendendo mais usando Maquininha de Cartão

Pesquisa realizada pelo SEBRAE revela que máquina de cartão aumenta o faturamento e garante maior fidelização de clientes para comerciantes, autônomos, vendedores e pequenas empresas

Alonso Moreira, um microempresário que tem um trailler de lanches gourmet em Pindamonhangaba, cidade do interior paulista, diz:

“Eu não podia perder mais freguês à toa, só porque eles não tinham como pagar. Por isso comecei a usar maquininha de cartão”.

Ele é mais um dos milhões de empreendedores que resolveram aderir ao uso das maquininhas de cartão e hoje estão vendendo muito mais.

“É muito comum as pessoas esquecerem de andar com dinheiro na carteira, e na hora de pagar só tem cartão. Já aconteceu muitas vezes de chegar uma família inteira para comer no meu trailer, mas irem embora sem comprar nada porque só tinham cartão e eu não tinha a maquininha.”

Alonso relata que desde que começou a usar máquina de cartão no seu trailer as vendas aumentaram bastante, e ainda teve benefícios que não esperava ter.

Segundo o comerciante, além do aumento do faturamento, disponibilizar o meios de pagamento facilitado fidelizou uma clientela maior para o seu trailer de lanches.

“Percebi que essa comodidade fideliza muito o cliente. Tem muita gente que já me disse que vem direto para o meu trailer para comer porque sabe que aqui aceita cartão. E a maioria dos trailers por aqui só aceitam dinheiro.”

O caso de Alonso Moreira confirma algumas estatísticas verificadas por uma pesquisa feita pelo SEBRAE.

O estudo entrevistou 3.803 participantes, entre microempreendedores individuais (MEI) a Empresas de Pequena Porte (EPP), e constatou dados interessantes:

  • 57% dos negócios tiveram aumento nas vendas usando máquina de cartão;
  • 71% dos negócios tiveram maior satisfação do cliente usando máquina de cartão;
  • 64% dos negócios tiveram uma diminuição de clientes devedores usando máquina de cartão.

Uso de dinheiro vivo é maior, mas compras no pagamento com máquina de cartão cresceram muito

“A maior parte dos clientes ainda paga no dinheiro. Mas se eu não tivesse a maquininha de cartão eu perderia facilmente pelo menos 35% das minhas vendas, e isso faria muita falta no final do mês.”

Segundo o comerciante Alonso, a grande questão não é ter exclusividade para vender de um jeito só. É estar preparado para qualquer meio de pagamento para não perder nenhuma venda.

É verdade que o dinheiro vivo ainda é a forma de pagamento mais utilizada, mas isso tem mudado muito rápido.

Quem não usa máquina de cartão sempre acaba perdendo oportunidades de vendas.

Segundo as informações do Banco Central, em 2013 o percentual de transações feitas em dinheiro vivo era de 78%. No ano passado, esse percentual tinha caído para 60%

Já o uso de cartões cresceu consideravelmente.

No mesmo período, o uso do cartão de débito foi de 9% para 22%. E o uso do cartão de crédito foi de 12% para 15%.

O volume de dinheiro que está sendo movimentado através de transações usando cartões subiu bastante.

A Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) informou que os brasileiros chegaram a comprar R$ 1,36 trilhão usando cartões de débito e crédito.

Há muito dinheiro no Brasil sendo movimentado com o uso de cartões. E somente com uma máquina de cartão no seu negócio que uma parte de todo esse dinheiro pode ir para a sua conta.

➥ Quero usar máquina de cartão e impulsionar minhas vendas

As pessoas querem comprar mesmo quando não têm dinheiro e máquinas de cartão resolvem o problema

Quantas vezes já aconteceu com você mesmo de encontrar algo que precisava comprar, mas não tinha dinheiro na carteira e nem tinha um caixa eletrônico por perto?

Isso acontece o tempo todo com muita gente. E isso já fez a Renata Andrade perder muitas vendas.

Renata, 31 anos, é estilista de moda e têm uma pequena grife de roupas. Ela atua como microempreendedora.

Além de ser ela mesma quem faz os modelos, o corte e a costura de suas peças, é ela mesma quem divulga e vende suas criações. A estilista conta:

“Meu público gosta de um estilo alternativo. E são pessoas que gostam de ir em feiras artesanais e festivais de música. Então aproveito esses eventos para expor o meu trabalho e atingir o meu público.”

A Renata faz um trabalho itinerante, cada evento acontece em lugar.

E com a máquina de cartão ela consegue ter mobilidade. A máquina de cartão só precisa estar carregada, e conecta à internet sozinha para viabilizar os pagamentos, não precisa ter um wi-fi ou uma conexão 3G do celular.

A estilista ainda conta que costuma vender roupas em lugares onde as pessoas não vão com essa intenção mas decidem fazer isso por impulso. Ela relata:

“Eu vendo muitos vestidos em festivais de música eletrônica. As mulheres que vão para uma festa dessa não saem de casa pensando em comprar um vestido.

Mas quando tão ali olhando os vestidos e gostam muito, querem aproveitar a oportunidade e comprar na hora. E na maioria das vezes, a pessoa não tá com 200 reais sobrando na carteira pra comprar o vestido, e nesse lugares não tem caixa eletrônico.”

Para a estilista Renata, as pessoas costumam comprar por impulso, e não ter a maquininha de cartão faz perder a oportunidade da venda.

E ela não está errada…

  • 60% dos consumidores compram por impulso usando cartão de crédito

Essa é a informação do próprio Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

Isso é mais comum do que se imagina. Muitos brasileiros decidem comprar mesmo quando não têm dinheiro na conta e acabam usando o cartão de crédito para não perder a oferta e adiar o pagamento para depois.

E hoje em dia não é preciso nem mesmo ter uma conta no banco para ter um cartão…

Até pessoas que não têm conta em banco ou com o nome sujo conseguem fazer pagamento na máquina de cartão

Muitas empresas hoje trabalham com o serviços de cartão pré-pago.

Esses cartões são aceitos em estabelecimentos com a função de cartão de crédito. Para utilizá-los, o consumidor precisa carregá-lo com um crédito.

Esse recurso é muito utilizado por pessoas que não conseguem ter uma conta bancária, ou por quem não consegue aprovação para ter cartão de crédito por estarem com o nome negativado.

O solução ganhou bastante popularidade. Segundo a Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços), a movimentação de dinheiro com cartões pré-pagos atingiu R$ 2,2 bilhões no ano passado, um crescimento de 63% em relação ao ano anterior.

Isso sem dúvidas expandiu ainda mais o uso do pagamento com cartão no mercado consumidor brasileiro.

Quem vende com máquina de cartão sofre menos com calotes

Sabe aquela história de vender fiado? Isso é muito comum em pequenos comércios bairristas, e também com vendedores independentes.

“Olha, eu já perdi a conta de quanto dinheiro deixei de receber por deixar cliente ficar com o produto me prometendo pagar tudo no mês seguinte”.

Marisa Cardoso, de 44 anos, é vendedora independente da empresa Avon. Ela vende cosméticos e perfumaria para amigas e para a sua vizinhança, para complementar a renda familiar.

“Já faz 6 anos que eu trabalho vendendo esses produtos através de catálogos. Muitas vezes uma cliente queria muito o produto que eu tinha ali, mas não tinha dinheiro no momento. E para não perder a venda, eu acabava vendendo fiado.”

O problema era a cliente pagar depois, conforme tinha prometido. Por diversas vezes, Marisa ficou no prejuízo. Mas isso mudou muito depois que passou a usar a máquina de cartão.

Na pesquisa realizada pelo SEBRAE, 64% dos negócios que passaram a usar máquina de cartão tiveram uma grande redução na inadimplência de clientes.

“Com a máquina de cartão não tem erro. Se a pessoa quer comprar e não tem dinheiro ali na hora, eu dou a opção de ela passar no cartão. E hoje em dia é muito difícil alguém não ter cartão para usar.”

Conforme relatado por Marisa, a máquina de cartão foi uma alternativa excelente que ela encontrou para não perder vendas e também não deixar de receber o dinheiro. Porque uma vez que foi passado o cartão, ela recebe o dinheiro da venda direto na conta dela.

“Se a pessoa quiser muito, ela compra. Se ela não tem dinheiro, mas tem o cartão, ela não pensa duas vezes e leva o produto. Agora, se ela não quer passar nem o cartão, então eu nem vendo que é pra não correr o risco do prejuízo.”

Máquina de Cartão PagSeguro oferece opção recebimento instantâneo para receber pagamentos

Com o crescimento imparável do uso de cartões por parte dos consumidores, diversas empresas estão oferecendo soluções cada vez melhores para negócios receberem pagamentos com máquina de cartão.

E hoje, no Brasil, a empresa UOL está oferecendo as melhores condições com o PagSeguro.

Recentemente a empresa anunciou que os usuários da máquina de cartão Pagseguro receberão instantaneamente o pagamento feito por clientes utilizando transações com cartão de débito ou crédito.

Antes, a empresa liberava o pagamento para a conta do usuário depois de 15 dias. Agora, o dinheiro fica disponível para saque logo após o pagamento do comprador, mesmo que seja em feriados ou fins de semana.

A opção é válida para pagamentos que forem feitos à vista (seja no crédito ou no débito), como também para os que forem parcelados.

Máquina de cartão que não paga mensalidade

Outra grande vantagem que a empresa está oferecendo é abono da taxa mensal que a maioria das empresas cobram, conhecida como aluguel da máquina de cartão.

Máquina de cartão que aceita todas as principais bandeiras

Para facilitar a vida do seu cliente e diminuir ainda mais qualquer chance de perder venda, a máquina de cartão do Pagseguro cobre as bandeiras mais utilizadas no mercado.

Máquina de cartão para dividir em até 12x para o cliente, mas o vendedor recebe de uma vez

Isso, sem dúvida, é um grande trunfo que a empresa tem e que está conquistando cada vez mais os profissionais que precisam de uma máquina de cartão para receber pagamentos.

O vendedor pode oferecer o pagamento parcelado para seu cliente em 12x, facilitando ainda mais a compra.

Mas mesmo o pagamento sendo parcelado, o vendedor recebe integralmente o valor da venda.

Máquina de cartão que não precisa de celular para funcionar

Para receber pagamentos pela máquina, não precisa ter nenhum smartphone. A máquina se conecta sozinha no sistema online, e não precisa nem de sinal wi-fi para funcionar.

Comece a usar uma máquina de cartão no seu negócio e impulsione suas vendas também

A empresa Pagseguro está oferecendo condições especiais para quem quiser adquirir uma máquina de cartão para receber pagamentos.

Existem diferentes planos, para todos os bolsos. Basta você escolher qual é a melhor opção para o seu negócio e pedir a sua.

Não há taxa de adesão, nem aluguel. Você compra a sua máquina, e recebe em casa com frete gratuito.

Para saber mais sobre os planos de Máquina de Cartão Pagseguro, clique agora no link abaixo e confira no site oficial da empresa.

Veja Também:

 NOVA MODERNINHA SMART → MÁQUINA DE CARTÃO PAGSEGURO SEM ALUGUEL

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *